17 de Setembro:

 

Aniversário da Fundação da Congregação:
147 anos!

 

O Instituto das Irmãs Franciscanas Alcantarinas nasceu em Castellammare di Stabia, Província de Nápoles, Itália, tendo como data inicial 17 de setembro de 1870. Portanto, estamos celebrando 147 anos de fundação. Assim chamamos: Fundação. Também podemos chamar com o termo Acontecimento. Pois cremos que a obra do Espírito Santo é isto: um acontecimento, inexplicável, inenarrável, pouco compreendido, portanto, aos que leem somente a História.

Sendo Assim, o Espírito de Deus suscitou no Pe. Vincente Gargiulo, Pároco da sua Igreja (“Igreja do Espírito Santo”) o zelo pelo povo que ali vivia, desprovido da vida de fé, da compreensão cristã do amor verdadeiro, generoso, gratuito, fraterno. E ele, ajudado pela devota franciscana terciária alcantarina, Maria Inês, reconheceu o apelo concreto do Espírito Santo, através da oração intensa e fervorosa que busca a vontade de Deus que não tarda concretizar-se aos olhos daqueles que, com o coração aberto a acolhem.

Nasceu da necessidade de um povo e da doação de um grupo de jovens disponíveis que disseram “SIM” à Vontade de Deus e à desafiadora missão expressa na sofrida realidade social de Castellammare di Stabia, Itália.

Por intuição e sensibilidade desse grupo de jovens, a identidade espiritual como a apostólica origina-se do Mistério da morte e ressurreição de Jesus Cristo e dele se nutre continuamente, seguindo a espiritualidade de São Francisco de Assis e de São Pedro de Alcântara que encontraram Cristo e este encontro mudou profundamente a suas vidas.

Com o mesmo desejo e empenho fundacional, que persiste há 147 anos, nos empenhamos a fazer que cada jovem, cada pessoa, conheça o fim principal para o qual Deus o criou, isto é, a própria vocação e dar a eles o quanto possível, os meios necessários para atingi-lo.

Este é o princípio de uma longa História que chega até aos nossos dias de hoje: 147 anos! Pe. Vicente Gargiulo e Ir. Maria Inês da Imaculada deram início à Congregação das Irmãs Franciscanas Alcantarinas.

03

Franciscanas porque, agregadas à Ordem Franciscana, seguem o ideal de Vida de Francisco de Assis: “observar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo” no seguimento da Cruz e na alegria da Ressurreição, acolhendo as circunstâncias da vida que o mundo oferece, servindo e acolhendo a todos, com espírito de doçura e abnegação, na contemplação do Senhor no rosto de todos, sem distinção, porque a verdadeira identidade da pessoa está gravada no seu coração. E é deste modo que São Pedro de Alcântara prosseguiu no ideal franciscano: “Senhor, faze-me pessoa segundo o Teu coração“.

Esta é a maneira de Ser franciscana alcantarina há 147 anos!

 

 

Reze conosco

ATO DE CONSAGRAÇÃO

Ó meu Senhor Jesus Cristo, Deus de Deus, Deus verdadeiro, Consolador dos aflitos, pai dos pobres, esposo das almas, consagramo-nos a Ti e Te escolhemos por nossa porção e herança, hoje e sempre e encerrando-nos neste santo lugar, temos intenção de ocultar-nos em Teu sagrado lado. E a fim de que não permaneça em nós. “ó caro Esposo”, coisa alguma que te desagrade, a partir deste momento renunciamos ao mundo, ao demônio e à carne, escolhendo a POBREZA, a CASTIDADE, a OBEDIÊNCIA em lugar da vaidade, da soberba e dos outros vícios.

Ó Senhor, como aceitaste o sacrifício de Abraão e de seu filho Isac, assim aceita o nosso: nós, somente a Ti queremos amar, somente a Ti queremos servir no tempo e na eternidade. Assim seja.

E Tu, ó Virgem Maria, Mãe de Deus, esperança e refúgio de quem a Ti recorre e em Ti espera, sê a nossa Mãe especialíssima, para nós tuas filhas que deixamos o mundo para consagrar-nos a Jesus, teu filho.

Nós não temos mais mãe terrena, Tu és nossa mãe; aceita-nos por tuas filhas, protege-nos, ajuda-nos e afasta de nós todo escândalo ou perigo de pecado. Mostra que és nossa Mãe. Assim seja.

Ó gloriosíssimo e ínclito patriarca São José, nós, pobres filhas de São Pedro de Alcântara, prostradas a teu pés, invocamos o teu poderoso patrocínio e diante de Deus onipotente, de seu Filho Unigênito, Jesus Cristo, da bem-aventurada Virgem Maria tua castíssima esposa e nossa Mãe especialíssima, te declaramos nosso especialíssimo Pai e único fundador desta família, esperando de Ti todo socorro na vida e na morte, e pelo teu patrocínio a vida eterna. Assim seja.

Finalmente prometemos, diante de Deus e da Virgem Maria, oferecer e aplicar as nossas obras em sufrágio das almas do purgatório, escolhendo-as como nossas protetoras.

Deus onipotente Pai, Filho e Espírito Santo nos abençoe e confirme a nossa oferta. Assim Seja.

(Este ato de consagração foi formulado pelo Fundador para as primeiras Irmãs Alcantarinas)


↩ Voltar