12 de Outubro:

 

Nossa Senhora Aparecida – Padroeira da Província

 

Maria Estrela Polar das Irmãs Franciscanas Alcantarinas

Carta Programática Pe. Vincenzo Gargiulo

“Caríssimas filhas em Jesus Cristo,

Nossa vida corre sempre com velocidade para o seu termo e deixa atrás de si traços dos delitos e das misérias, e enquanto olhamos, assustados, o passado, triste e horrível se apresenta para nós o futuro… Infelizes de nós, que seriamos se não tivéssemos aquela Estrela Polar que nos guia e guiando-nos alegra os tristes dias de nossa vida? Ela (entenda-me) é MARIA.

Feliz que a AMA, feliz quem a serve, feliz quem a honra.

Vós aprendestes a honrá-la de varias maneiras e, sobretudo a honrais com culto especial nas sete festividades e experimentastes graças sublimíssimas.

[…] Oh!… que futuro feliz está sendo preparado para vós!… Se estiverdes atentas, jamais desviareis do caminho iniciado; esta obra sob a proteção da Santa Mãe, digo-vos, se tornará o abrigo da virtude, o refúgio no perigo, o socorro dos pobres, o auxílio dos enfermos, o alívio dos moribundos.

[…] Filhas, corramos à Virgem. Aproxima-se uma de suas grandes festas (a Anunciação). Recordêmo-la, pois que com a dignidade de Mãe de Deus, teve também aquela de Mãe dos homens – recordêmo-la da onipotência do seu FIAT que transformou a humanidade divinizando-a, que triunfando das trevas fez aparecer a Luz – que foi o elo de união dos limites opostos – que foi, numa palavra, o princípio e o fim de nossa salvação.

Milhares e milhões de vezes seja bendito o Senhor que nos deu tal mãe! Filhas, amemo-la com amor puro e operativo.

[…] A partir deste momento, com o auxílio da Virgem Santíssima e com todos as forças de minha alma, eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Viva Maria e quem a criou!

O vosso Vincenzo Gargiulo

Solenidade da Anunciação, 25 de março de 1871”.

Reze conosco:

ORAÇÃO JUBILAR: 300 ANOS DE BÊNÇÃOS

Senhora Aparecida, Mãe Padroeira,
em vossa singela imagem, há 300 anos
aparecestes nas redes dos três benditos pescadores no Rio Paraíba do Sul.
Como sinal vindo do céu, em vossa cor,
vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos,
apenas filhos muito amados.
Diante de vós, embaixadora de Deus,
rompem-se as correntes da escravidão!
Assim, daquelas redes,
passastes para o coração e a vida de milhões de outros filhos e filhas vossos.
Para todos tendes sido bênção:
peixes em abundância, famílias recuperadas, saúde alcançada,
corações reconciliados, vida cristã reassumida.
Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado!
Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina, nós vos acolhemos como mãe,
e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós:
o vosso Filho Jesus, nosso Salvador. /
Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece!
Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e fidelidade!
Fazei de nós vossos filhos e filhas,
irmãos e irmãs de nosso Irmão Primogênito, Jesus Cristo,
Amém!


↩ Voltar